Notícias

Exposição - "Perfil"


 

AM Galeria Horizonte, de Ângela Martins, inaugura sua nova sede em São Paulo e abre a exposição coletiva “Perfil”, com trabalhos de 20 artistas de seu acervo em suportes variados como pintura, escultura, fotografia, objetos, obras em papel, grafitti, etc. Na mostra são exibidas obras de Franz Weissmann, Dan Fialdini, Farnese de Andrade, Humberto Guimarães, Jorge dos Anjos, Leonora Weissmann, Mário Zavagli, Roberto Mícoli, José Bento, entre outros. Abertura dia 5 de abril.

 

Exposição PERFIL –.Franz Weissmann, Adriana Rocha, Ana Michaelis, Ana Pinheiro, Farnese de Andrade, Dan Fialdini, Fernando Ribeiro, Humberto Guimarães, Jorge dos Anjos, José Bento, Leonora Weissmann, Liliane Dardot, Marcos Coelho Benjamim, Mário Zavagli, Nelson Screnci, Nydia Negromonte, Ozi, Paulo Queiroz, Roberto Mícoli, Rolf Behm
Curadoria Angela Martins
Abertura 05 de abril de 2011 – Terça-feira – às 19h.
Período de 06 de abril a 14 de maio de 2011.
Local AM Galeria Horizonte - www.galeriahorizonte.com.br
Endereço Rua Estados Unidos, 273 – Jardim Paulista. Tel: (11) 3044-1057
Horário Segunda a sexta-feira: das 10h às 19h
Sábados: das 10h às 13h
Nº de obras 40
Técnica Pinturas, esculturas, obras em papel e grafitti.
Dimensão de 30 x 40 a 180 x 220cm.
Preço de R$3.500,00 a R$150.000,00

 

Ass. Imprensa: Balady Comunicação - Silvia Balady/ Glauber Canovas
Tel.: (11) 3814.3382 – contato@balady.com.br

AM Galeria Horizonte abre a coletiva Perfil expondo 40 obras de vinte artistas, em suportes diversos como pintura, escultura, fotografia, objetos, obras em papel, grafiti que, sob curadoria de Angela Martins, inauguram o novo espaço cultural na cidade de São Paulo. A seleção dos trabalhos para a exposição pretende investigar o modo como nos relacionamos com o outro, contamos nossas histórias e nos comunicamos.


A mostra coletiva é composta por trabalhos de artistas do acervo da galeria e traz nomes como Franz Weissmann, Adriana Rocha, Ana Michaelis, Ana Pinheiro, Farnese de Andrade, Dan Fialdini, Fernando Ribeiro, Humberto Guimarães, Jorge dos Anjos, José Bento, Leonora Weissmann, Liliane Dardot, Marcos Coelho Benjamim, Mário Zavagli, Nelson Screnci, Nydia Negromonte, Ozi, Paulo Queiroz, Roberto Mícoli, Rolf Behm.

Os Artistas


FRANZ WEISSMANN
(Knittelfeld, Áustria 1911 - Rio de Janeiro RJ 2005)
Escultor, desenhista, pintor e professor, chega ao Brasil em 1921 onde se naturalizou, em 1956. No Rio de Janeiro frequenta cursos de arquitetura, escultura, pintura e desenho na Escola Nacional de Belas Artes. Em 1942 estuda desenho, escultura, modelagem e fundição com August Zamoyski (1893 - 1970). Já em 1945, transfere-se para Belo Horizonte, onde ministra aulas de desenho e escultura. Inicialmente desenvolve uma obra pautada no figurativismo. A partir da década de 1950, gradualmente elabora um trabalho de cunho construtivista, com valorização das formas geométricas, submetendo-as a recortes e dobraduras, utilizando chapas de ferro, fios de aço, alumínio em verga ou folha.

 

ADRIANA ROCHA (São Paulo, SP, 1959)
Pintora, desenhista, artista gráfica, cenógrafa, arte-educadora, formou-se pela Faculdade de Artes Plásticas da FAAP em 1980. Em 1981, complementa estudos de desenho e aquarela na Académie de la Grande Chaumière, em Paris - França. Em 1982, estuda desenho com Carlos Fajardo. Participou de diversas exposições, entre as principais o 2º Salão Pirelli de Arte Jovem, no Masp e 4ª Bienal Internacional de Havana, Cuba, em 1991.

 

ANA MICHAELIS (Rio de Janeiro, RJ, 1962)
Formada pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, traz na carreira cerca de quatro exposições individuais e mais de 15 coletivas. Algumas de suas obras estão no acervo da Gallery Pulitzer Art, em Amsterdam - Holanda. Esteve à frente de diversos projetos culturais, como Projeto Bichos, que consiste em três volumes de livros infantis paradidáticos, publicados pela editora Callis, São Paulo, em 1997.

 

ANA PINHEIRO (São Paulo, SP, 1974)
A aquarelista, que também é bacharel em Filosofia, Linguística e História pela USP, iniciou no circuito de exposições em 2004. Ano em que começa acompanhar Projetos com os, também artistas, Albano Afonso e Sandra Cinto. Já expôs individualmente e em coletivas em diversas ocasiões no estado de São Paulo.

 

DAN FIALDINI (Belo Horizonte, MG, 1962)
Formado em Desenho Livre pela FAAP. No ano de 1970 se torna assistente da diretoria do MASP, onde dois anos depois, assume a curadoria e montagem. Em 1983 começa a criar esculturas em madeira e em 1986, esculturas em granitos, mármores e outras pedras. Em 1988 participa da mostra “A Escultura no Brasil” – Sesc Pompeia. No início da década de 1990 deixa o Museu de Artes de São Paulo e passa a se dedicar somente às esculturas. Participou de diversas coletivas ao redor do mundo e em 2008 lança seu primeiro livro Arte na Pedra.

FARNESE DE ANDRADE (Araguari, MG, 1926 - Rio de Janeiro, RJ, 1996)
Pintor, escultor, desenhista, gravador, ilustrador, muda-se, em 1942, para Belo Horizonte onde estuda desenho com Guignard na Escola do Parque. Em 1950 trabalha como ilustrador para o Suplemento Literário do Diário de Notícias, Correio da Manhã, o Jornal de Letras, e para as revistas Rio Magazine, Sombra, O Cruzeiro, Revista Branca e Manchete. Em 1959 se aperfeiçoa em gravura, em metal com orientações de Johnny Friedlaender.

 

FERNANDO RIBEIRO (São Paulo, SP, 1956)
Sua identidade com o desenho vem desde a adolescência. Por influência da obra de Robert Crumb, inicia sua carreira aos 16 anos. A partir de 1990, dedica-se exclusivamente as Artes Plásticas. Apos algumas tentativas de trabalhos coletivos, seu espírito inquieto o faz decidir-se por uma trajetória individual, que já demonstra resultados por haver ultrapassado fronteiras locais e internacionais com suas criações.

 

HUMBERTO GUIMARÃES (Sabará, MG, 1947)
Desenhista e pintor formou-se em Artes Plásticas e Licenciatura pela Escola Guignard, de Belo Horizonte, onde é professor. Participou de diversas exposições coletivas no Brasil, tenho recebido prêmios em salões nacionais de arte. Realizou variadas exposições individuais de desenho e pintura. Em 1994, recebeu a bolsa Pollock-Krasner Foundation, de Nova Iorque.

 

JORGE DOS ANJOS (Ouro Preto, MG, 1957)
Pintor, escultor e desenhista, é formado na Fundação de Arte de Ouro Preto, onde estuda com Nuno Mello, Ana Amélia e Amilcar de Castro. Suas obras têm sempre como referência básica elementos minerais. Sofre influência do imaginário africano em suas esculturas em ferro oxidado e no óxido gravado nas telas. Desde 1993 tem feito experiências na área do design, criando luminárias com estrutura metálica e nylon translúcido.

 

JOSÉ BENTO (Salvador, BA, 1962).
Escultor autodidata, transfere-se em 1966 com a família para Belo Horizonte. Cria entre 1981 e 1988 uma série de cenas e ambientes em miniatura com palitos de picolé. Em 1989, expõe parte dessas peças no Palácio das Artes, em Belo Horizonte. Passa a produzir esculturas com troncos tombados naturalmente, que recolhe na região da Mata Atlântica entre Minas e Espírito Santo. A partir de 2000, trabalha também com vidro, espelho e granito. Em 2004, exibe suas esculturas no Museu de Arte da Pampulha, BH.

 

LEONORA WEISSMANN (Belo Horizonte, MG, 1982)
Pintora e gravadora. Mestre em Artes pela Escola de Belas Artes da UFMG. Participou de diversas exposições coletivas e individuais pelo Brasil e exterior. Participou da oficina de pintura Caravane d’artistes 2 no Centre Soleil d”Afrique, em Bamako, Mali, África., e além da oficina da técnica Bogolan, participou da exposição Bogolan photo, evento paralelo ao Fórum Social Mundial – “Um mundo melhor é possível”. Hoje trabalha em seu atelier em Belo Horizonte.

 

LILIANE DARDOT (Belo Horizonte, MG, 1946)
Pintora, desenhista, gravadora e professora gradua-se em 1968, na Escola de Belas Artes da UFMG. Torna--se professora de desenho. Durante a graduação, inaugura sua participação em exposições coletivas. Reside em Olinda de 1978 a 1989. Cidade em que integra a Oficina Guaianases de Gravura. Nesse período, participa de diversas mostras de gravura. Retorna a Belo Horizonte em 1989, onde leciona litografia na Escola Guignard entre 1990 e 1997.

 

MARCOS COELHO BENJAMIN (Nanuque, MG, 1952)
Escultor, pintor, cartunista, designer gráfico, ilustrador, desenhista e cenógrafo parte, em 1969, para Belo Horizonte. Começou de forma autodidata a desenhar quadrinhos. Em 1977, já em Belo Horizonte, produziu uma série de brinquedos de materiais reciclados e orgânicos. Participou em 1979 e passou a dedicar-se à criação de objetos tridimensionais e instalações. Em 1989 iniciou a fase de produção de obras em grandes escalas e dimensões.

 

MÁRIO ZAVAGLI (Guaxupé, MG, 1956)
Desenhista, aquarelista e professor de pintura e desenho da EBA/UFMG em Belo Horizonte. Graduou-se em artes pela EBA/UFMG, em 1985, onde foi considerado o artista do ano pelo jornal Estado de Minas, e o autor da melhor mostra individual em 1984, em Belo Horizonte. Foi coordenador das atividades da Galeria de Arte da Sala Corpo de Exposições, BH (1981-85) e coordenador da área de artes plásticas nos XVII, XX, XXVI e XXVII festivais de inverno da UFMG.

 

NELSON SCRENCI (São Paulo, SP, 1955)
Artista plástico, professor de artes visuais e história da arte. Formado em Artes Plásticas na FAAP em 1982, recebeu o Prêmio Pirelli-Masp. Desde então participa ativamente do circuito cultural realizando palestras, cursos, artigos e exposições. O seu trabalho integra também o acervo de importantes museus nacionais e internacionais, além de servir de referência em diversas publicações culturais.

 

NYDIA NEGROMONTE (Lima, Peru, 1965)
Artista plástica graduada em desenho pela EBA/UFMG, Belo Horizonte. Em 1985 participou do II Salão de Artes Visuais, Fundação Clóvis Salgado. Ano em que foi Premiada no XXXVIII SAP de Pernambuco, em Recife. Participou de diversas exposições, como no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, Salão de Artes de Ribeirão Preto, em São Paulo, Centro Cultural Cândido Mendes, Rio de Janeiro, entre outras.

 

OZI (São Paulo, SP, 1958)
Inicia no graffiti na década de 1980. Teve o incentivo dos precursores Alex Valluri e Maurício Villaça. A partir de 1985, adotou a técnica do estêncil e, desde então, experimenta os mais diversos suportes como base para sua arte. Teve contato participativo com a primeira geração de artistas urbanos da cidade de São Paulo. Seu trabalho traz novos significados aos ícones culturais e religiosos e aos elementos da cultura pop.

 

PAULO QUEIROZ (Fortaleza, CE, 1971)
Pupilo de Osmar Pinheiro e Antonio Peticov, está inserido nos principais circuitos de exposição do Brasil e até mesmo do exterior. Participa de diversas exposições, como Palais de Glace, em Buenos Aires (2001) e no ARCO Madrid – Espanha, Galeria Thomas Cohn, SP, entre outras. Hoje vive e trabalha em São Paulo.

 

ROBERTO MÍCOLI (Campinas, SP, 1953)
Artista plástico, pintor e desenhista autodidata tem suas primeiras noções de desenho com seu pai. Influenciado pelos trabalhos de Antonio Peticov, Tomoshige Kusuno, Mira Schendel e Antonio Dias, em 1983, participa do Projeto Jacaré, atividades de pintura e performance nas ruas de São Paulo. Em 1978, trabalha na Oficina de Artes para Crianças na Casa de Cultura de Valinhos. Em 1979, expõe desenhos na Galeria Funarte, no Rio de Janeiro e em 1994, objetos no Museu de Arte Moderna – MAM/SP.

 

ROLF BEHM (Karlsruhe, Alemanha, 1952)
Formou-se em Artes Plásticas em 1977 com Markus Luepertz na academia das artes plásticas. Desde 1976 participa de exposições individuais em galerias e instituições nacionais e internacionais em Berlim, Munique, Karlsruhe, Paris, Nova York e Viena. No Brasil, participou de exposições individuais em 1998, no Paço Imperial e no Estúdio Guanabara, no Rio de Janeiro (RJ), por exemplo. Atualmente vive e trabalha no Rio de Janeiro e em Berlim.

 

 

Glauber Canovas
Balady Comunicação
3814-3382 - 6515-8424
glauber@balady.com.br


 






BANNER

BANNER

BANNER

BANNER

Leilões

Aguardando nova data...


Desenvolvido por Absoluta Internet - Tel. (21) 2513-3735 - leonardo@investarte.com