Notícias

Exposição - "Nos Jardins do Éden" Christian Cravo



crédito fotos: Christian Cravo



Esta exposição reúne 60 fotografias realizadas por Christian Cravo (Salvador, 1974) no Haiti, ao longo de mais de 20 viagens do fotógrafo ao país da América Central a partir de 2001 até a atualidade. As fotos foram selecionadas de seu terceiro livro Nos Jardins do Éden, que será lançado em São Paulo na abertura da exposição, contendo a série completa do fotógrafo sobre o Haiti.

São imagens registradas no período anterior e posterior ao grande terremoto. Contudo, neste ensaio, o que interessa primordialmente a Christian Cravo é investigar os rituais dos peregrinos do Vodu, religião oficial haitiana, e, sobretudo, produzir um testemunho compromissado com o povo e a beleza do interior do país. “Este meu trabalho não é uma tradução da realidade e sim um descobrimento do que está atrás dela”, comenta.

Conforme descreve o crítico norte-americano Edward Leffingwell no livro, o fotógrafo acompanhou o percurso que, nos últimos 150 anos, os peregrinos do Vodu vêm realizando pelo país com suas práticas de purificação e cura. Christian passou por Grota de São Francisco de Assis, uma cova histórica localizada perto do povoado de Saint-Michel de l´Atalaye, onde são feitas oferendas, esteve nas cascatas e cachoeiras de Sodo, perto de Ville Bonheur, ao norte do que agora são as ruínas da cidade de Port-au-Prince. Participou ainda da festa de São Jacques em Plaine-du-Nord, na qual os devotos se juntam em torno de uma poça de lama e através de transes e convulsões glorificam o sacrifício com o derramamento de sangue de animais domésticos. E, finalmente, conheceu a manifestação à Santa Philomena, patrona dos viajantes em Bord-de-Mer-de-Limonade.

Testemunho do Silêncio, uma projeção (25 minutos) com imagens em digital realizadas um mês após o terremoto ocorrido em janeiro de 2010, durante apenas quinze dias, também faz parte desta exposição, que chega ao Instituto Tomie Ohtake em versão ampliada, depois de ser apresentada no MAM-Bahia, em Salvador (abril/maio 2010). Segundo o fotógrafo, ele esperou o assunto do terremoto começar a sumir do noticiário, para registrar a tragédia a partir de sua ligação com o lugar e sob a ótica da arte, como um protesto contra a fugaz cobertura da mídia. Enquanto a série Nos Jardins de Éden é pautada pela potência do humano, a projeção Testemunho do Silêncio, com sons captados nas ruas de Port-au-Prince, contém imagens das ruínas, da destruição física, nas quais os corpos eventualmente surgem apenas como sombras.

Christian Cravo, que paralelamente expõe outra série de fotos em Nova York, na prestigiosa galeria Throckmorton Fine Arts, se dedica atualmente a uma retrospectiva em livro da obra de seu avô, o escultor Mario Cravo Junior, e à criação do Instituo em homenagem a seu pai, o fotógrafo Mario Cravo Neto. Além de exposições no Brasil, as obras de Christian Cravo foram apresentadas no exterior, como em Copenhagen, São Francisco, Paris e Nova York. Premiado pelo MAM – Bahia, pelo Mother Jones International Fund for Documentary Photography, o artista ainda recebeu bolsa de estudos da Fundação Vitae e da prestigiada Fundação John Simon Guggenheim para sua pesquisa sobre o nordeste brasileiro. Foi nomeado para o Prêmio Paul Huff (Holanda 2007), em que são escolhidos os 100 fotógrafos mais promissores da atualidade, e indicado para o Prêmio Prix Pictet (2008, Suíça). Seu primeiro livro, Irredentos (2000), retrata a vida e fé do sertão brasileiro, e o segundo, Roma noire, ville métisse (2005), publicado na França, traz imagens sobre a cultura negra na Bahia.



Nos Jardins do Éden – Christian Cravo
Abertura: 7 de dezembro de 2010, às 20h (convidados)
Até: 30 de janeiro de 2011, de terça a domingo, das 11h às 20h – entrada franca
Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) - Pinheiros SP Fone: 11.2245-1900




www.institutotomieohtake.org.br


BANNER

BANNER

BANNER

BANNER

Leilões

Aguardando nova data...


Desenvolvido por Absoluta Internet - Tel. (21) 2513-3735 - leonardo@investarte.com