Notícias

Exposição - "Existir é Resistir " - Maribel Domènech


 


PARALELO GALLERY apresenta a mostra Existir é Resistir da artista plá stica espanhola, Maribel Domènech.

São em oito o número de obras que preenchem os espaços da galeria e, a partir de um auto-retrato de titulo homônimo, a exposição em que ela se posiciona entre os acontecimentos passados e as expectativas futuras de sua vida, faz uma narrativa com suas instalações, fotografias e esculturas, dos temas que a apaixonam e motivam sua criação.

Os trabalhos em exibição destacam o ‘tricô’ dos fios condutores de energia e som, que são a base expressiva de caligrafias de gênero.

Com curadoria de Amador Griñó, a artista ilustra seu compromisso com a vida e como mulher.

 

Abertura 24 de março.

Exposição Maribel Domènech – “Existir é Resistir”
Curador/texto Amador Griñó
Coordenação Andrea Rehder e Flavia Marujo
Abertura 24 de março – quinta-feira - às 19h.
Período de 25 de março até 30 de abril de 2011.
Local Paralelo Gallery
Rua Arthur de Azevedo, 986 – Pinheiros - Tel.: (11)2495-6876
Horário 2a a 6ª feira, das 11 às 19h.
Sábado, das 11 às 15h.
Nº de obras 8
Técnica tramas de tricô com fios condutores de energia/ som e fotografia.
Dimensão de 50 x 50 cm. a 12m²
Preço a partir de R$ 12.000,00

Ass. Imprensa Balady Comunicação - Silvia Balady / Glauber Canovas
Tel.: (11)3814.3382 – contato@balady.com.br


Como quem questiona o real sentido da vida, a artista plástica espanhola Maribel Domènech vem a PARALELO GALLERY exibir seus trabalhos em Existir é Resistir. Uma reflexão pessoal e contínua, que passa por diversas fases até chegar aos dias de hoje; uma mulher comprometida com o próprio fato de ser mulher, um posicionamento sólido. Com curadoria de Amador Griñó, a artista utiliza técnicas em tricô com fios elétricos de energia e som para construir suas esculturas e instalações.

 

Nas mãos de Maribel Domènech as agulhas de tricotar transformam o tecido em uma narrativa onde os pontos, tramas, nós, fios elétricos e luzes negras, são a caligrafia com a qual se vão construindo as histórias. Escultora e tecelã em busca da expressão perfeita, converte-se em construtora de simbolismos do genero.


A exposição tem como ponto de partida uma fotografia com mesmo título; Existir é Resistir. Ela mesma nos explica que é um auto-retrato que realizou num momento de fazer um balanço vital, “Eu estou no meio, entre o meu passado e meu futuro”, define.


Para a artista, o simples fato de existir é um compromisso de viver entregando-se ao risco. Maribel é consciente de que “desde nosso nascimento até a morte devemos sempre resistir, colocar resistência: a doença, a dor, a desilusão, a injustiça, ao trauma, ao fracasso, a beleza, a angústia, ao choro, ao espolio, ao envelheci mento, etc.”


As obras de Maribel Domènech induzem a reflexão, ao pensamento. Seus trabalhos pretendem alterar emoções, influenciar sentimentos. As alterações pretendidas, não são necessariamente maléficas. Elas se dirigem ao nosso centro de emoções.

“Existir é Resistir tem uma ópti ca diretamente feminina, mas as questões que se abordam interessam a todos”


Maribel Domènech


A Artista:


Nascida em 1951 – Valencia (Espanha) – Domènech constrói uma trajetória que vem desde 1975, pós-morte de seu pai, que também foi escultor.

Em 1984 licencia-se em Belas Artes e quatro anos depois conquista o título de Doutora em Belas Artes pelo Departamento de Escultura da Universidade Politécnica de Valência, onde também atua como diretora até o ano de 1994.

A partir de 2004 é nomeada Co-Diretora do Programa Interdepartamental de Doutorado Arte Público (Pintura e escultura) da Universidade Politécnica de Valencia.


Esta é a quarta vez que seu trabalho é exibido no Brasil, a primeira em uma exposição individual no circuito de galerias. Já estiveram expostas em instituições nos anos de 2004, 2006 e 2007.

 

Principais exposições individuais


2011 “Existir é Resistir” – PARALELO Gallery – São Paulo, SP
2009 “Tejer Historias. Vestirse de Palabras” - Galería Octubre. Universitat Jaume I de Castelló - Espanha
2008 “Vidas Interrumpidas” - Peregrinatio08. Tierra Madre. Intervenciones en las Ermitas de Sagunto. Intervención en “El Calvario” – Sagunto – Valencia- Espanha
2006 “Presencias imperceptibles”. Intervención permanente en el Campus en Tres Dimensiones de la Universidad Politécnica de Valencia, Valencia - Espanha
2003 “Andar por las ramas”. Temps-Memoria I. Intervenció al Castell. Ajuntament de Denia, Valencia, Espanha
2001 “Tejer el Tiempo”. Doze estúdios em três dias – Valência, Espanha
2000 “Maribel Domènech” - Pavillion Du Parc, Paris, França.
“Maribel Domènech” - Porte de Versalles, Paris, França.
“Maribel Domènech” - Galeria Pontos, Valencia – Espanha.
1998 “Tejiendo Islas”. - Fernando Sillió Galeria de Arte, Santander – Espanha.
1997 “House Word” - Fassebender Gallery, Chicago – EUA.
1994 “Como Luz Escura”. - Galeria Punto, Valencia – Espanha
1993 “Passeig a la nit”. - Universidade de Valencia, Valencia – Espanha.

Principais exposições coletivas


2010 “Entre Chien et Loup” Centre Culturel DeMarkten – Bruxelas - Bélgica.
“Cosmética dogmatica” Col.lecció d’Art Contemporani Fundació “la Caixa” – Barcelona - Espanha
“Coser y Callar” Sala Bancaja. Castellón - Espanha
“La Piel de los Hijos de Gea” (Isabel Muñoz – Maribel Domènech) Museo Wifredo Lam. La Habana. Centro de Arte de Holguín, Museo Emilio Bacardí, Santiago de Cuba - Cuba
“Nostalgia de Futur. Homenatge a Renau” IVAM Centre del Carme. Valencia - Espanha
“Banquete_nodos y redes” Laboratorio de Luz. ZKM. Zentrum für Kunst und Medientechnologie Karlsruhe - Alemanha
“ARTifariti-09, III Encuentros Internacionales de Arte en Territorios Liberados del ‘Sahara Occidental’” Tifariti, Sahara
“Generación Barbie” Pabellón Italiano. Montjuïc. Barcelona - Espanha
“Observatori” Laboratorio de Luz. Espacio de Arte Atarazanas, Valencia - Espanha
“Les Cases del Cabanyal. Maneres de Viure. Cabanyal de Portes Obertes” Antiga Fábrica de Gel. Cabanyal. Valencia - Espanha
2008 “La Piel de los Hijos de Gea” (Isabel Muñoz – Maribel Doménech) National Gallery Kingston. (Jamaica) Museo de Arte Contemporáneo, Santo Domingo (Rep. Dominicana). Museo del Barro, Asunción. (Paraguay). Museo Nacional de Bellas Artes. Neuquén. Centro Cultural Recoleta. Buenos Aires (Argentina). *
“Bipolares” Galería Bernardo Marques. Lisboa - Portugal
“Interfaces Digitais POA_VAL Laboratorio_2” Sala Josep Renau. Facultad de Bellas Artes, Valencia - Espanha
“Toque de amor” Museu Bispo do Rosário Arte Contemporanea, Rio de Janeiro - Brasil
2007 “Containers 080307”. - Universidade Politecnica, Valencia – Espanha.
“A Pele dos Filhos de Gea” – Maribel Domènech e Isabel Muñóz – Museu Oscar Niemeyer – Curitiba - Paraná
2006 “Instalaciones y Nuevos Medios em la conlección Del IVAM” - Museu Afro-Brasil, São Paulo.
2005 “12 Dimensiones. Escultura Contemporanea”. - Galeria Aural, Alicante – Espanha.
2005 “Bolsos para la Leucemia”. - Sala dos Bambús, Valencia – Espanha.
2005 “Afetos Roubados no Tempo”. - Salvador, BA – Recife, PE.
2004 “Tecido do corpo Social”. - Fundação Instituto Feminina da Bahia, Salvador – Bahia.
2002 “Desesculturas”. - Circulo de Bellas Artes, - Madri - Espanha.< /p>
2002 “Loca Loca”. - Galeria de Arte Pecado Mirante, Valencia – Espanha.
2002 “Entre muebles y esculturas”. - Feira Internacional de Urbanismo, Valencia – Espanha.
1993 “Laboratorio de Luz”. - Universidade Politécnica de Valencia, Valencia – Espanha.
1990 “ARCO&# 8217;90”. - Galeria Punto, Madri – Espanha.


 


 






BANNER

BANNER

BANNER

BANNER

Leilões

Aguardando nova data...


Desenvolvido por Absoluta Internet - Tel. (21) 2513-3735 - leonardo@investarte.com